15 de agosto de 2020

Evolução das minhas despesas até 2020

 Rich gets richer with the expenses of the poorest. 

(Pradeepa Pandiyan)

 

Olá meus amigos da blogofera financeira, tudo tranquilo? A cerca de 3 anos atrás eu fiz uma postagem sobre o Raio-X das minhas despesas com o aplicativo GuiaBolso. Naquela postagem, eu expliquei cada categoria que o aplicativo classifica e como estavam os meus gastos indexados ao IPCA. Nós sabemos que um dos fatores mais importantes nesta fase de acumulação é a taxa de poupança, pois o importante é "se pagar primeiro" para depois pagar os outros.

Faz exatos 62 meses que faço controle mensal das despesas e aporto regularmente, conforme podemos observar abaixo a evolução da taxa de poupança:

Evolução da Taxa de Poupança

Mas para sabermos se estamos independente financeiramente é necessário saber o nosso padrão de despesas, poŕem este mudam conforme o tempo vai passando. Esta postagem tem por objetivo apresentar como o padrão de gastos vai mudando ao longo tempo, sendo que no meu caso em particular vou dividir em três fases: Casal sem filhos, Casal com filhos e Gastos em 2020 (Após a Pandemia do Covid-19).

Gastos de 2015~2017

Gastos de 2015 ~2017

Maiores Gastos do Período:

  • Financimento Imobiliário 12,2% - como a grande maioria dos brasileiros, estava com dívidas no banco com o imóvel financiado.
  • Viagem 11,9% - neste período fizemos várias viagens, as mais memorávies foram para o EUA, alguns países da América do Sul e a Ásia.
  • Compras 11,8% - período de reforma de apartamento, compras em viagens e utensílios para a casa.
  • Outros Empreśtimos 11,5% - estava pagando um empréstimo que fiz com meu pai, transferindo alto valores todos os meses.
  • Transporte 10,5% - outro vilão do orçamento, onde durante o período também possuia um carro financiado.
Percerbam que nesta época não havia despesas com filhos, os gastos com empregada domésticos, impostos (herança) e supermercado eram muito baixos. Para quem acompanha este blog, sabe que em 2018 nasceu a minha filha e houve algumas mudanças no orçamento.

Gastos de 2018~2019

Gastos 2018~2019

Maiores Gastos do Período:

  • Viagem 15,9% - fizemos outra viagem para os Estados Unidos e depois uma viagem longa pela Europa. Esta categoria de gastos me dá muita satisfação.
  • Impostos 9,1% - conforme foi explicado aqui, o meu pai fez a transferência do imóveis em vida e nós pagamos os impostos referente a sucessão patrimonial.
  • Financiamento Imobiliário 7,7% - neste período o financiamento imobiliário foi quitado em Março/2019.
  • Família/Filhos 6,8% - este foram os gastos que entraram no orçamento depois do nascimento da minha filha.

Outros gastos que cresceram mais em relação ao peŕiodo anterior foram Empregada Doméstica e a Outros Gastos: O primeiro foi a necessidade de contratar uma pessoa para nos ajudar todos os dias ao contrário de uma diarista que atendia um casal sem filhos; no segundo caso foi uma ajuda mensal a minha esposa que pediu uma licensa não remunerada para ficar cuidando da nossa filha durante um ano.

O impacto destes gastos podem ser visto na taxa de poupança em 2019, que chegou a 37%. Lembrando que os principais gastos do período foram não recorrentes: financiamento imobiliário, despesas com impostos de sucessão patrimonial e auxílio financeiro para minha esposa de licensa. Desta forma, o padrão de gastos em 2020 vai mudar novamente, onde as despesas com educação se tornarão mais perceptíveis.

Gastos de 2020

Gastos em 2020

Maiores Gastos do Período:

  • Empregado Doméstico 10,6% - nós valorizamos a pessoa que está todos os dias dentro de nossa casa cuidando da nossa família.
  • Mercado 10,1% - com a pandemia passamos a cozinhar mais em casa e recentemente mudei minha alimentação confome explicado aqui.
  • Outros gastos 7,8% - até abril deste ano estava pagando um auxílio financeiro para minha esposa. No momento, ela já voltou a trabalhar e a taxa de poupança aumentou.
  • Bares/Restaurantes 7,5% - durante a pandemia chaguei a pedir muita comida pronta, mas agora este gastos estão suspensos por motivo de saúde.
  • Viagens 7,2% - ainda fizemos duas viagens este ano, na virada do ano e em fevereiro. Por enquanto, estes gastos estão suspensos até tomarmos uma vacina contra a Covid-19.

Um ponto interessante foi os gastos com Educação (6,9%), mas depois de abril/2020 nós retiramos a nossa filha da escola devido a pandemia.  No mais os gastos estão equilibrados com nenhum peso excessivo para uma categoria específica.

Conclusão 

O principal objetivo desta postagem é mostrar que os gastos mudam durante o tempo e cada fase da sua vida tem uma determinada peculiaridade. Por isso, em determinados momentos é interessante avialiar para onde os seus gastos estão mais excessivos, se o aumento dos gastos é em função de um eventos não recorrente ou permante.

Conforme eu tinha abordado na última postagem, pretendo estabelecer recompensas intermedíarias durante a fase de acumulação, mesmo que isto possa retardar em alguns anos a independência financeira. No momento, estou mais interessado em ter equilíbrio entre os aportes x gastos do que chegar a um determinado patrimônio financeiro.

Grande abraço e até a próxima.

11 comentários:

  1. Bacana mano! Você trazer esses numeros para nós é interessante. Eu também penso que em um algum momento minhas despesas irão mudar.

    Hoje elas estão definidas em:

    65% Aporte
    6% Aluguel
    4% Transporte
    3% Lanches, Pizzas, Espetinhos
    3% Dinheiro que mando para minha mãe
    3% Lavadeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom Peão Playboy,

      65% de aporte é excelente, tomara que você consiga mante-lo durante muito tempo. Mas tenha certeza que ao longo do tempo os seus gastos irão mudar.
      Os gastos com saúde são os que geralmente aumentam mais com o passar do tempo

      Grande abraço

      Excluir
  2. Aqui eu gasto 50% só com quenga. Não tá fácil

    ResponderExcluir
  3. Legal, achei que a categoria filhos ia ter um impacto bemmmm maior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Escola para Investidores,

      Em relação aos filhos, quem gasta são os pais. O ideal é que consiga equilibrar os gastos depois com a vinda da criança, e até agora estamos conseguindo

      Abraço

      Excluir
  4. Olá, pode add meu site na lista de blogs?
    Já add o seu.
    Matemática Financeira - matematicafinanceira.org

    vlw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guilherme, obrigado pela visita

      Já adicionei o seu blog

      Abraço

      Excluir
  5. Fala Aportador, blz?
    Vc faz um controle bem a risca, eu tenho tentado controlar com o aplicativo do BB, tendo em vista que uso tudo no cartão de crédito para acumular pontos, tem funcionado.
    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Investidor Suburbano,

      Eu utilizo o aplicativo GuiaBolso pois ele traz todos os gastos de forma automática, no final do mês eu passo para uma planilha propria o consolidado por categoria.
      Estou esperando a disponibilidade do cartão de crédito da XP que irá possuir cashback que vai estar disponível em um fundo especifico.

      Obrigado pela visita, grande abraço

      Excluir